Vermelho vivo

Nuno Catarino, Ípsilon - Público (2010/31/05)

O RED Trio é um grupo nacional dedicado à improvisação. Junta Gabriel Ferrandini (bateria), Hernâni Faustino (contrabaixo) e Rodrigo Pinheiro (piano) e, tendo os pés assentes no jazz, vai mais além. A música do RED Trio assim é herdeira do jazz nas suas premissas base, a improvisação e a comunicação, mas incorpora também uma vertente exploratória que a leva para outra dimensão. Os instrumentos são criativamente explorados até ao tutano, tendo como objectivo final uma sonoridade original. Subvertendo ideias tradicionais, o trio esquece noções de melodia e harmonia e trabalha ao nível das texturas, desenvolvendo uma música que não é alimentada por momentos individuais, mas pela noção da unidade colectiva.

Antes de mais, o piano está subjugado a um papel democrático, colocando-se ao mesmo nível que contrabaixo e bateria; os três instrumentos trabalham num mesmo patamar, desenvolvendo esforços partilhados num trabalho de pesquisa, de entrelaçar das pontas soltas resultantes da composição no momento, elementos comuns que vão sendo progressivamente aperfeiçoados. Com este método de trabalho o RED Trio vai à procura de novos caminhos e nesse processo vai descobrindo irresistíveis turbulências sonoras. O resultado é absolutamente original, criativo, exemplar.

**** + 1/2

Full review on: http://ipsilon.publico.pt/musica/critica.aspx?id=258731