Red Trio, muito "free"

João Lopes, sound + vision (2011/15/11)

Free jazz. Ou jazz muito free. Em boa verdade, talvez seja importante dispensarmos os rótulos: o novo álbum dos Red Trio, Empire, é mais um brilhante exemplo de uma estética do improviso que, para utilizarmos o jargão da informação televisiva, celebra as atribulações do tempo real.

Não simplifiquemos, no entanto: a estética gerada por Rodrigo Pinheiro (piano), Hernâni Faustino (contrabaixo) e Gabriel Ferrandini (bateria) configura também uma ética do instante que, por assim dizer, desafia todas as medidas do tempo. Daí a sensação paradoxal, aliás ampliada pela cumplicidade do saxofonista convidado, John Butcher: tudo se passa numa zona intermédia, nesse lugar onde o momento mais efémero e a eternidade mais utópica coexistem numa espantosa paleta de sonoridades. Uma bela aventura, enfim.

Full review on: http://sound--vision.blogspot.pt/2011/11/red-trio-muito-free.html